Cenário não afeta investimentos e calçadista lançam coleções

Conheça nosso canal no Youtube

Feira realizada em Gramado lança as coleções de calçados e acessórios para o inverno 2016 e recebe número recorde de importadores, animados pelos preços convidativos do calçado brasileiro em dólar.

A quinta edição da Zero Grau  - Feira de Calçados e Acessórios começa com grandes expectativas. Mesmo com um cenário econômico de apreensão, as empresas não pouparam investimentos para produzir coleções sintonizadas com a moda e garantir os melhores negócios para o Inverno 2016. A mostra é realizada em Gramado/RS, no Centro de Eventos Serra Park, e segue até quarta-feira (18), com 300 expositores e mais de 900 marcas.

Nesta edição, as empresas sustentam seus produtos na diferenciação. Para Werner Júnior, diretor da Werner, de Três Coroas/RS, produtos inovadores estão sendo a grande procura dos lojistas. “O comprador que vem à feira precisa renovar suas vitrines, pois é isso o que o cliente está procurando. O momento atual da economia não mudou nosso investimento em qualidade, e principalmente, na busca pelas informações de moda que trabalhamos em nossas coleções”, destaca. Com um posicionamento bem definido, a marca espera uma virada de mercado nesta Zero Grau. “Acreditamos que esta feira irá demarcar um novo momento, pois o consumidor final busca novidades e estamos na data certa para apresentar os lançamentos”, enfatiza.

Expositora que historicamente apresenta as novas coleções em feiras, registrando comercialização nos meses seguintes, a Universo Dakota, de Nova Petrópolis (RS), investe em um processo permanente para definição de materiais. “É um processo que não vem somente de agora, sempre tivemos foco no desenvolvimento de produtos que atendam às necessidades dos nossos consumidores com um custo adequado ao mercado”, diz o gerente comercial Flávio Lamb. Mantendo o perfil de lançamentos, a empresa projeta garantir o perfil de negócios das edições anteriores, dando início às vendas de Inverno.

Maurício Wendling, diretor comercial da Wirth, de Dois Irmãos/RS, destaca que a marca sempre busca o aprimoramento da qualidade de seus produtos, independentemente do cenário. “Estamos investindo em parcerias com estúdios internacionais no desenvolvimento de nossas coleções, de forma a trazer elegância e bem-estar nos produtos que criamos”, diz.

A procura por produtos diferenciados também é fator destacado pela analista de mercado da Ortopé, de Sapiranga/RS, Luciana Lauer. “O mercado está mudando. O consumidor vai ficando cada vez mais exigente, e por isso temos de estar preparados para atender o que o consumidor e o lojista busca”, salienta.  A marca vem investindo em detalhes customizáveis, para que os pequenos consumidores possam contar com um calçado versátil, que oferece detalhes customizados.

A expectativa para esta edição da Zero Grau é de boas vendas. “Os expositores chegam otimistas para a feira, e os lojistas estão interessados em adquirir novidades em calçados e acessórios. Creio que este será um momento de virada na situação econômica e no mercado do setor. Esta edição tem tudo para ser a melhor Zero Grau que já realizamos”, destaca o diretor da Merkator Feiras e Eventos, empresa promotora da feira, Frederico Pletsch.

DÓLAR EM ALTA ANIMA IMPORTADORES – A recente valorização do Dólar com relação ao Real brasileiro é um fator que motiva os importadores a realizarem mais compras. São 150 importadores de mais de 10 países presentes no evento. Para Kelly Lehner, representante da Klub Nico, dos Estados Unidos, a valorização da moeda norte americana a deixa mais motivada para a realização de suas compras. “Eu gosto muito de trabalhar com os calçados brasileiros, e a desvalorização do real me ajuda bastante para efetuar compras mais baratas. Mas é importante lembrar também que o produto brasileiro merece ser apresentado ao mundo em qualquer momento, independente da situação financeira em que o país vive”. O importador Kelvin Nuñez, da Tonu Import, da República Dominicana, destaca que o momento atual facilita encontrar bons produtos com os preços acessíveis. “É a minha primeira vez na Zero Grau. Estou vendo a feira como uma grande oportunidade para o mercado de exportação. Pretendo adquirir no evento produtos com qualidade e variedade”, relata.

Conheça a 40 Graus - Feira de Calçados e Acessórios